II crônicas 7.14

"Se o meu povo que se chama pelo meu nome se humilhar, e orar, e me buscar e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra" (II crônicas 7.14)

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Minha Essência

A paz galerinha!!

Diante desse momento tão tenso na história brasileira, trago-lhes um poema que fiz na aula de Redação é arte no CEARTE, foi um exercício onde nos baseávamos em um poema já existente para desenvolvermos uma paródia. Temos grandes problemas como nação, vamos romper limites como crianças que mesmo com suas limitações consegue crescer e realizar seus sonhos. Cresçamos e prossigamos no Senhor!!



MINHA ESSÊNCIA

Ah! Que saudades que eu tenho
Dos tempos de criança
Que hoje os tenho apenas na lembrança
A vivacidade da infância
Que os anos não trazem mais

Como são belos os dias
De construir os brinquedos
De viver sem medos
De cantar sem se importar
Com o que os outros irão pensar

Que manhã inspiradora
Que tarde encantadora
Que noite avassaladora
Que o tempo nunca os trará

Infância, privilégio dos vivos
Que desperta o menino
Ainda habitante dentro de cada indivíduo
Que um dia soube de fato
O que é brincar
O que é ser livre
O que é sonhar.

                                                 Rafly Walone


Traga a sua memória só o que pode te dar esperança!!



No amor de Cristo...
Rafly Walone



0 comentários:

Postar um comentário