II crônicas 7.14

"Se o meu povo que se chama pelo meu nome se humilhar, e orar, e me buscar e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra" (II crônicas 7.14)

domingo, 12 de outubro de 2014

Fotografia, um novo olhar para a vida

A paz galerinha!!

No ano passado (2013) tive o privilégio de estar cursando fotografia no Centro Estadual de Artes da Paraíba (Cearte), onde pude desenvolver minhas habilidades artísticas e estar em contato com o pleno universo das artes. Neste ano (2014) tive que me afastar dessa atividade que tanto amo devido as atividades intensas do curso de Psicologia (que está na reta final, pois falta apenas um ano para acabar), por esse motivo me ausentei temporariamente das atividades do Cearte, embora relutante. Todavia semana passada fui surpreendido pelos meus pais ao ganhar uma câmera profissional que à tanto tempo almejava!! Posso confessar pra vocês que depois da fotografia a minha vida mudou radicalmente, pois um novo jeito de ver a vida nasceu, uma nova perspectiva de encarar a vida se construiu e hoje sinto-me mais do que nunca conectado aos detalhes que a vida nos presenteia!! 
Um lindo desabrochar de uma flor, uma ação espontânea de afeto entre pessoas, a dança das ondas do mar, o balançar sereno das árvores... há tanto para se sentir e contemplar... O belo está em tudo ao nosso redor, no entanto, quando estamos encurralados com as atividades corriqueiras e a monotonia nos aprisiona colocando uma mordaça em nossa boca e um tapão em nossos olhos, ficamos inertes aos acontecimentos diários da tão aclamada vida. 
Precisamos dar um basta à recusa de sentir. O segredo para uma vida feliz é viver sem correr atrás da felicidade, pois ao se fazer isso não há mais uma busca frenética e desesperada, mas, uma vivência no aqui e agora, que gera experiência, que gera amadurecimento, que constrói um ser humano completo que não precisa da felicidade para ser feliz.
Vamos "fotografar" a vida!! Mesmo sem câmera... pois a melhor câmera que nós podemos ter é a nossa memória... Fotografia se perde com o tempo, mas emoção é contínua, nostalgia é privilégio dos vivos, completude é eterna.

Eis algumas fotografias das minhas andanças pelo nosso lindo Brasil:
** Sugiro que clique na primeira fotografia e ampliai-a para ver com clareza (sem interferência do plano de fundo do blog).











 















































VAMOS VIVER COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ.



No amor de Cristo...
Rafly Walone



0 comentários:

Postar um comentário